• 1

  • 2

  • 3

  • 4

Copyright 2020 - Custom text here

Avaliação do Usuário

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

 

 

Saiba quais são as atitudes necessárias para não sermos vítimas das obsessões e como a prece pode auxiliar

 

A obsessão espiritual é um dos maiores males da humanidade. Muitos povos antigos consideravam que as principais doenças que acometem o ser humano tinham como causa a presença de espíritos maléficos. No Novo Testamento, por diversas vezes, Jesus expulsou “demônios” dos enfermos e possessos. A prática do exorcismo na Antiguidade era algo muito comum e corriqueiro. De acordo com certas tradições, os espíritos podem gerar nos seres humanos tanto doenças físicas quanto moléstias psíquicas. Transtornos mentais como o pânico, a depressão, a angústia persistente, o transtorno de ansiedade e até mesmo quadros de psicose podem ter sido inflamados por espíritos negativos.

Os espíritos que estão presos no nível da Terra podem influenciar os encarnados de diversas formas. Eles podem sugerir ideias negativas que venham a prejudicar os encarnados; podem insuflar pensamentos obsessivos, que ficam martelando persistentemente em nossa cabeça; podem também influenciar outras pessoas contra nós ou nós contra outros; podem nos excitar emoções negativas diversas; podem nos propor escolhas que serão nocivas e destrutivas em nossa vida; podem sugar ou vampirizar nossas energias nos deixando cansados e sem interesse de seguir em frente; podem ainda nos suscitar paixões e desejos impuros e degradantes, como vícios e sexualidade degradante, dentre outros tipos de influência.

 

Questão de sintonia

No entanto, é preciso deixar claro que toda influência pode nos afetar apenas no caso de encontrar nossa consciência aberta, uma predisposição a certas ideias, uma fraqueza emocional e psicológica, feridas e traumas do passado, uma afinidade com o espírito, etc. Isso significa que sempre há em nós algo que facilita a ação dos espíritos. É como deixar uma casa com a porta aberta, durante a noite, para qualquer ladrão nela penetrar livremente, ou como deixar as chaves de um carro na ignição, com a porta aberta, num beco escuro. Da mesma forma que essas atitudes podem facilitar o trabalho dos ladrões de casas e carros, uma consciência aberta e predisposta a influências diversas pode ser a porta de entrada para muitos tipos de obsessão. Por isso, o maior e único responsável pelas obsessões são os próprios encarnados.

A obsessão espiritual nunca é uma via de mão única, mas sempre uma via de mão dupla. Não há obsessão para aqueles que não deixam os portais de sua consciência abertos a essas influências, ou àqueles que estão em um nível de vibração mais elevado.

Muitas pessoas que sentem essas influências me perguntam o que podem fazer para se libertarem da obsessão espiritual. Uma das melhores e mais eficazes medidas para neutralizar a ação dos espíritos ímpios é algo muito simples: a oração.

Muitas culturas antigas realizavam o chamado culto aos mortos ou culto aos antepassados. Algumas religiões atuais ainda utilizam certos rituais, como a homenagem aos antepassados. Algumas dessas homenagens são feitas com orações aos mortos, para que eles fiquem tranquilos, não perturbem os vivos com suas influências e possam até ajudar-nos.

A oração aos espíritos obsessores é uma excelente ferramenta para elevar o padrão vibratório do local e insuflar nossos irmãos desencarnados com energias positivas.

 

Assédios inconscientes

Os espíritos que se ligam a nós e nos prejudicam nem sempre têm a consciência de que o estão fazendo. Alguns acreditam firmemente que estão nos auxiliando. Outros pensam que nós precisamos deles e que eles podem nos proteger. Outros permanecem próximos apenas por saudade, mas sua energia cheia de impurezas astrais pode nos danificar e bloquear de diversas formas.

Há, porém, aqueles que vêm com o intuito de nos castigar, machucar e atingir. Em muitos casos, esses são espíritos que podemos ter lesado na vida atual ou mesmo em vidas passadas. Para qualquer dos dois tipos, a oração pode ser uma excelente solução.

A prece acalma o espírito, torna ele menos propenso a fazer o mal e o mais importante: pode cortar o laço que foi estabelecido. A oração rompe a ligação do encarnado com o desencarnado e muitas vezes impede a aproximação dos obsessores, mantendo-os distantes de nossa aura. A aura é o somatório de todas as nossas energias físicas, emocionais e espirituais. Uma aura saudável forma uma verdadeira barreira contra os espíritos viciosos e impuros. Uma aura debilitada acaba sendo um chamariz para os mesmos. A aura é uma espécie de campo de imunidade para as energias espirituais. Quanto mais saudável e pura é nossa aura, tanto mais ela nos tornará imunes às energias negativas. Portanto, aqueles que estiverem sofrendo uma forte obsessão ou mesmo aqueles que não a sintam diretamente podem fazer uma oração aos desencarnados.

Recentemente, uma pessoa me mandou o relato da prece que fez aos obsessores. Ela conta que:

“Sem alternativas, lembrei o que Jesus disse: ‘Abençoai os que te perseguem’. E foi assim que comecei a aliviar meu sofrimento, orando pelos espíritos que me atacam. Uma oração sincera pedindo ajuda para esses espíritos; pedindo luz, paz e auxílio. Tem dado certo, pois parece ser isso que eles precisam. Sejam sinceros na oração. Eu antes lutava, brigava e não adiantava. Agora, orando por eles, parece ter efeito forte e eficaz.”

 

 

Sugestão para orar

Para realizar a prece aos desencarnados, sugiro você estar em um lugar tranquilo e silencioso. Beba um copo de água e vá ao seu aposento. Não é necessário orar numa igreja, templo ou centro. É possível fazer tudo isso em sua própria residência. Faça a prece com suas próprias palavras e com o seu coração, de forma sincera e pura. Envie energias positivas a esses espíritos. Visualize-os envolvidos em luz branca. Pense o bem sobre eles. Irradie energias de amor e paz a esses espíritos. Peça a Deus e aos espíritos de luz que abençoem esses irmãos desencarnados e perdidos no astral. Transmita somente bem, paz e luz a eles. Abençoe-os com toda a sua fé e todo o seu coração. Peça a Deus que envolva esses espíritos em sua bondade e perfeição. Depois disso, encerre a prece e vá dormir.

Faça isso por uns 15 minutos todos os dias, antes de dormir, durante vários dias ou semanas. Você verá como muitas coisas vão melhorar.

No entanto, a oração descrita nesse texto é apenas uma solução temporária e serve para a pessoa se reerguer e continuar sua caminhada, mas nenhum tipo de prece pode ser encarado como a solução final para qualquer problema obsessivo. É verdade que a prece pode elevar nossas vibrações e nos tornar mais protegidos dos espíritos, mas ela deve vir acompanhada de uma transformação interior de hábitos negativos, paixões, desejos desenfreados, vícios, emoções negativas e qualquer pensamento egoísta, vaidoso e orgulhoso.

 

 

Artigo publicado na Revista Cristã de Espiritismo
Ao reproduzir o texto, citar o autor e a fonte.

Clique aqui para receber de presente um exemplar digital da revista Caminho Espiritual, sobre Experiências fora do corpo!

 

f t g

Vivência Comunicação

Projetos editoriais, publicação livros e revistas, design de folhetos e banners. Produção de sites, vídeos e projetos de Marketing Digital.

Palestras e cursos

Victor Rebelo realiza palestras e workshops sobre desenvolvimento pessoal, espiritualidade, harmonização da aura, mediunidade e outros temas. Saber mais.

Sessões de Life Coaching

Coaching é uma metodologia para facilitar os processos de mudança e atingir metas, seja na vida pessoal ou profissional. Saber mais.